A obra completa do escritor Humberto de Campos numa coleção organizada por Aline Haluc. Vol. I Humberto de Campos Veras nasceu em Miritiba (hoje batizado Humberto de Campos), no Maranhão, em 25 de outubro de 1886. Foi jornalista, crítico, contista e memorialista. Com a morte do pai, aos seis anos, mudou-se para São Luís. De infância pobre, desde cedo começou a trabalhar no comércio como meio de subsistência. Aos 17 anos muda-se para o Pará, onde conseguiu um lugar de colaborador e redator na Fol
Tinta Negra
Product ID: 3318
Product SKU: 3318
New In stock />
HUMBERTO DE CAMPOS - POESIAS COMPLETAS

HUMBERTO DE CAMPOS - POESIAS COMPLETAS

Marca: Tinta Negra Referência: 9788563876560

Carregando...
Simulador de Frete
- Calcular frete

A obra completa do escritor Humberto de Campos numa coleção organizada por Aline Haluc. Vol. I

Humberto de Campos Veras nasceu em Miritiba (hoje batizado Humberto de Campos), no Maranhão, em 25 de outubro de 1886. Foi jornalista, crítico, contista e memorialista. Com a morte do pai, aos seis anos, mudou-se para São Luís. De infância pobre, desde cedo começou a trabalhar no comércio como meio de subsistência. Aos 17 anos muda-se para o Pará, onde conseguiu um lugar de colaborador e redator na Folha do Norte e, pouco depois, na Província do Pará. Em 1910 publicou seu primeiro livro, a coletânea de versos intitulada Poeira, primeira série. Em 1912 transferiu-se para o Rio de Janeiro, onde foi redator do jornal O Imparcial. Em 1923, substituiu Múcio Leão na coluna de crítica do Correio da Manhã. Humberto de Campo foi eleito para a Academia Brasileira de Letras em 30 de outubro de 1919 e, em 1920, já acadêmico, foi eleito deputado federal pelo Maranhão. Em 1933, com a saúde já debilitada, publicou o livro que se tornou o mais célebre de sua obra, Memórias (1886-1900), crônicas das suas lembranças de infância e juventude. O seu Diário secreto, de publicação póstuma, provocou grande escândalo pela irreverência e malícia. Autodidata, Humberto de Campos foi um poeta neoparnasiano. Poeira é um dos últimos livros da escola parnasiana no Brasil. Faleceu no Rio de Janeiro, RJ, em 5 de dezembro de 1934.

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Características



    O ESCRITOR

     

    Jornalista, escritor e político, nasceu no Maranhão, em 1886, e morreu no Rio de Janeiro, em 1934. Trabalhou como redator, editor e cronista para diversos periódicos cariocas, como o Correio da ManhãO Imparcial e a revista A Maçã, adotando, em alguns, pseudônimos como o famoso Conselheiro XX. Publicou mais de 30 livros. Foi eleito deputado federal pelo Maranhão em 1920, renovando o mandato sucessivamente até ser destituído pela Revolução de 1930. Ocupou a cadeira número 20 da Academia Brasileira de Letras.

    Confira também